Já ouviu falar nesse termo? Senão ouvir, sem dúvida você vai esbarrar nela por ai. Pois bem! Resiliência ou resiliência é um conceito oriundo da física, que se refere à propriedade de que são dotados alguns materiais, de acumular energia quando exigidos ou submetidos a estresse sem ocorrer ruptura.

Após a tensão cessar poderá ou não haver uma deformação residual causada pela histerese do material – como um elástico ou uma vara de salto em altura, que verga-se até um certo limite sem se quebrar e depois retorna à forma original dissipando a energia acumulada e lançando o atleta para o alto.

Atualmente resiliência é utilizado no mundo dos negócios para caracterizar pessoas que têm a capacidade de retornar ao seu equilíbrio emocional após sofrer grandes pressões ou estresse, ou seja, são dotadas de habilidades que lhes permitem lidar com problemas sob pressão ou estresse mantendo o equilíbrio (Wikipedia).

Um profissional com tal característica, detém um diferencial competitivo muito grande, pois ficará a frente de profissionais que podem ser capacitados e diferenciados tecnicamente, porem comportamentalmente deixam a desejar.

É isso o que acontece na maioria dos casos em cargos de Gestão por exemplo. São profissionais altamente técnicos, que não possuem habilidade e flexibilidade necessária ao cargo.

Um bom exemplo disso seria um Supervisor Comercial, que tem toda pressão da diretoria para obtenção de métricas, que em contrapartida tem a pressão da equipe por melhores salários ou benefícios, e ainda a pressão do cliente exigindo mais prazo ou maiores descontos.

Esse profissional pode ter feito faculdade de Marketing, MBA em qualquer área que você possa imaginar, morado fora do país e contar com um enorme e graduado currículo. Porem se ele não for resiliente o bastante para trabalhar sobre essa pressão, ele não irá atingir o sucesso na carreira.

E você já se viu nesse papel? Trabalha sob pressão? Se sim, ótima oportunidade para treinar sua resiliência. Se não, cuidado, você pode estar sendo poupado, porque sua Gerencia não acredita no seu potencial comportamental, e isso pode implicar em cargos estritamente operacionais para o resto da carreira.

A pressão tem que servir de oxigênio para novas conquistas e melhoria continua. Não entendam a mesma como um “carma”.

Ela pode ser responsável pelo seu desenvolvimento e consequentemente sua progressão de carreira. Fique feliz com o trabalho sob pressão, e se entenda uma pessoa afortunada pelo destino.

Se hoje não trabalha sob pressão, deixe claro para sua gerencia seu preparo e maturidade para o qual, e se for conveniente assuma responsabilidades que não assumia até então.

Deixe nítido sua preocupação e seu preparo para novos desafios, e siga em frente. Resiliente sempre!!!